Senac vai instaurar projeto social no Povoado Mussuca

A iniciativa será voltada para as mulheres quilombolas em situação de vulnerabilidade em Laranjeiras (Foto: Ascom/Senac)

O presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, Marcos Andrade, acompanhou ao lado do diretor de Educação Profissional (DEP), Adalberto Trindade de Souto, reunião com a juíza responsável pela Coordenadoria da Mulher do Tribunal da Justiça (TJ-SE), Jumara Porto, e o prefeito de Laranjeiras, José de Araújo (Juca de Bala). O encontro, realizado na manhã de quarta-feira, 27, no Senac, foi para alinhar as tratativas para implantação de um projeto social no Povoado Mussuca, visando beneficiar as mulheres quilombolas da localidade.

“Em Laranjeiras, sempre temos esse foco, que é a geração de emprego e renda. Contando com a parceria do Tribunal de Justiça, representado pela doutora Jumara Porto, e com o Sistema Fecomércio, com o presidente Marcos Andrade e Adalberto, a nossa expectativa é levar desenvolvimento para a Mussuca, uma região emblemática da capital da cultura popular, como é conhecido nosso município”, afirmou o prefeito da cidade.

O projeto social, conforme ressaltou Adalberto Trindade de Souto, traduz a missão do Senac, que é promover a inclusão social, com inovação.

“Esse projeto será voltado para as mulheres quilombolas em situação de vulnerabilidade e será uma oportunidade que o Senac está viabilizando, de transformação social, não só de um grupo de mulheres, mas de toda uma comunidade, que é a Mussuca, através de cursos profissionalizantes. O Senac sai na frente, com o Tribunal de Justiça e a Prefeitura de Laranjeiras, participando de um projeto que vai contribuir com um dos maiores quilombos de Sergipe”

“Estou saindo daqui mais feliz ainda, porque o Senac tem sido um grande parceiro do Tribunal de Justiça, nessa jornada de cura de mulheres, de salvamento de mulheres que são vítimas de violência doméstica. E hoje, mais uma vez saio daqui com a notícia maravilhosa, com um projeto que pretendemos colocar em prática este ano, em agosto, que vai trazer muita alegria para o nosso Estado, principalmente para as mulheres quilombolas da Mussuca”, destacou a juíza Jumara Porto.

O presidente da Fecomércio, Marcos Andrade, destacou a importância do projeto, contando com a parceria da Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça, que será exitoso em dar uma oportunidade para essas mulheres que precisam ter meios de se sustentar.

“Um projeto dessa magnitude é fundamental para que possamos ajudar as famílias a garantirem sua liberdade financeira de modo que possam dar mais qualidade de vida para si próprios. E isso se consegue através dos investimentos em educação e o Senac está aqui para isso, para poder educar, para poder qualificar profissionalmente e dar melhoria na qualidade de vida das pessoas, porque cuidar de pessoas nos aproxima”, finalizou.

 

Fonte: Ascom/Senac

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais