Sepultamento é adiado por falta de exame

0

Corpo foi retirado do caixão e encaminhado ao IML(Foto:Portal Infonet)
Inconformado com a morte de José Augusto Silva Santos, 48, irmãos adiam o sepultamento e solicitam exame cadavérico junto ao Instituto Médico Legal(IML), na manhã dessa quarta-feira,17.

De acordo com Elizeu dos Santos, irmão de José Augusto, o laudo dado pelo Hospital de Urgência e Emergência João Alves Filho (Huse), onde José foi internado, aponta morte súbita como causa morte. “Nós queremos apenas uma certeza do problema que causou essa morte. Ele nunca teve problema de saúde e suspeitamos de envenenamento”, alega Elizeu.

Segundo a dona de casa Luciene Silva Santos, irmã da vítima, nenhum dos irmãos presenciou o momento em que José Augusto passou mal. “A esposa dele contou que depois que ele tomou café e começou a se sentir mal, suando frio, vomitando e defecando”, relata a irmã.

Irmã diz que não pretende acusar ninguém(Fotos: Portal Infonet)
Ainda segundo Luciene os irmãos não pretendem acusar ninguém antes do resultado dos exames. “Nunca presenciamos nada entre eles dois, a gente só sabe que eles brigavam muito e que ela era muito ciumenta. Não podemos afirmar mais nada”, pontua Luciene.

DHPP

De acordo com o delegado do Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa, Luiz Carlos Xavier, tudo ainda é muito prematuro para afirmar qualquer coisa. “Vamos aguardar o resultado do laudo do IML e só então faremos a apuração dos fatos”, pontua.

Huse

De acordo com Informações da Assessoria de Comunicação do Huse, como os médicos não constataram morte violenta o corpo não foi enviado para o IML e a declaração de óbito foi liberada para a esposa.

Comentários