Sergipe: a violência que não aparece

0

Enquanto os atos de violência se sucedem a cada minuto em todo o país, não deixa de ser sintomático que Sergipe ocupe a nona posição entre os Estados mais violentos e a segunda colocação na região nordeste. É uma violência que não aparece, mas a cada final de semana são dez corpos, em média, que dão entrada no Instituto Médico Legal – IML, todos vitimados por criminosos. A Polícia não divulga todos os crimes, apenas fornece dados daqueles em que, aparentemente, não estão envolvidos policiais. Quando estes são participantes de atos de violência, aí é que ninguém sabe nada mesmo – a não ser que os fatos sejam denunciados aos próprios veículos de comunicação. O interessante é que este número absurdo de crimes não é coisa recente. Já há muito tempo as estatísticas policiais registram, nos finais de semana, continuados casos de violência que entristecem o povo sergipano.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais