Sergipe começa a entregar novas carteiras de identidade à população

Carteira de Identidade Nacional é mais prática, segura e conta com versão digital. Modelo antigo, no entanto, continua válido até 2032 ou até vencimento individual do documento, que tem prazo de 10 anos após a emissão (Foto: Arthuro Paganini)

O Estado de Sergipe começou a entregar as primeiras novas Carteiras de Identidade Nacional (CIN) nesta terça-feira, 16, no Instituto de Identificação Papiloscopista Wendel da Silva Gonzaga (IIWGS), em Aracaju. A versão mais nova do documento já está apta para ser emitida em 23 estados e no Distrito Federal e, em Sergipe, o Instituto de Identificação tem se mobilizado para acelerar esse processo.

De acordo com o diretor em exercício do IIWGS, Marcos Manelito, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública (SSP), não mediu esforços para que a nova carteira de identidade começasse a ser emitida para a população o quanto antes. “Esse é um processo que não envolve apenas o Estado, mas também, no âmbito federal, o Ministério da Justiça e a Receita Federal, que faz toda coleta de informação e nos responde para que a gente emita as carteiras de identidade do cidadão”, explicou.

Para um cidadão trocar seu documento para a versão mais recente, é necessário fazer um agendamento prévio, que é pessoal e intransferível, por meio do site: ceac.se.gov.br, telefone: 31942400 ou, ainda, pelo whatsapp: 31942424. A pessoa deve apresentar seu CPF, pois a partir dele, a Receita Federal colhe os dados e passa para o Instituto que faz a complementação das informações, reenvia para a Receita Federal e, logo após, passa para o Ministério da Justiça, que por meio de um código, permite que o Instituto emita a carteira.

Marcos Manelito destacou que toda equipe do Instituto de Identificação é formada por papiloscopistas, alguns deles, que têm maior conhecimento técnico e de Informática, se envolveram com a implantação do novo sistema do início ao fim, o que proporcionou agilidade ao atendimento. “Nós aumentamos os servidores qualificados para atender à população, recebemos recentemente mais 56 kits para confeccionar carteiras de identidade, aumentamos o número de atendentes de telemarketing, além de distribuir kits para os postos do interior do estado”, destacou.

Uma das vantagens da nova carteira, segundo o diretor do Instituto de Identificação, é a facilidade em obter a 2ª via do documento em qualquer estado da federação. “Se por acaso você perder a carteira em outro estado, você tem condições de emitir uma 2ª via sem precisar voltar para seu estado de origem”, ressaltou. O cidadão pode, também, acessar seu documento por meio do aplicativo: Gov.br. Outra vantagem, é em termos de segurança. De acordo com Marcos Manelito, a nova documentação antes de ser impressa, passa por dois processos. “O documento passa pelo crivo da Receita Federal e do Ministério da Justiça, que fazem o vasculhamento das informações do cidadão e, só depois, autoriza o Instituto de Identificação a emitir a carteira”, reforçou.

Validade 

O prazo para a troca do documento antigo segue até 2032. Marcos Manelito disse que a  validade da carteira de identidade é de 10 anos. “A população não precisa ter pressa para trocar a documentação, mas deve se atentar ao prazo de vencimento. Quando completar 10 anos, deve procurar o Instituto de Identificação para renovar a carteira de identidade”, destacou.

*Com informações da SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais