Sergipe “esquece” 20 bafômetros no Distrito Federal

0

Vinte bafômetros adquiridos pela União no início de junho e que já deveriam estar ajudando no cumprimento à Lei Seca em Sergipe ainda não foram resgatados pelo Governo do Estado. A informação é da assessoria de comunicação do Ministério da Justiça que ainda coloca outras sete unidades federativas na mesma situação. A assessoria do Detran/SE informa que o órgão não foi comunicado.

Os aparelhos serão doados ao governo estadual, que teria apenas a responsabilidade de arcar com os custos do transporte de Brasília a Aracaju. Ao todo, 205 bafômetros estão encalhados em depósitos no Distrito Federal, ‘esquecidos’ por Sergipe, Acre, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará e Rio Grande do Norte.

A assessoria de comunicação do Detran em Sergipe declarou que o órgão não foi comunicado pelo Ministério da Justiça sobre a existência dos aparelhos disponíveis para o estado. O Detran/SE também informa que entrou em contato com os estados mencionados nesta reportagem e averiguou que essa falta de comunicação sobre os novos bafômetros foi comum a todos os estados citados.

O Detran/SE declarou que vai entrar em contato com o setor responsável no Ministério da Justiça com o objetivo de obter todas as informações e realizar os tramites legais para obtenção desses aparelhos, mas realça que o estado é bem servido no que diz respeito à quantidade de etilômetros.

Logo quando passou a vigorar a chamada Lei Seca, em 2008, Sergipe possuía apenas um bafômetro e hoje já supera a marca de 20. A previsão é que até dezembro deste ano o estado receba 104 aparelhos provenientes de doações do Governo Federal. Cada bafômetro custou R$ 7500 aos cofres públicos e foram adquiridos por meio de licitação.  

Por Glauco Vinícius

*A reportagem foi alterada às 13h41 de quinta, 9, para acréscimo de informações enviadas pelo Detran/SE.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais