Servidores da Justiça fazem protesto

0

Ato realizado na Praça Fausto Cardoso
Servidores da Justiça fizeram um ato público na manhã desta segunda-feira, 19, em frente ao Palácio da Justiça, na Praça Fausto Cardoso, com a finalidade de cobrar o cumprimento da pauta de reivindicação da categoria, entregue à presidência do Tribunal no último dia 2 de março. Existe a possibilidade de uma greve de advertência.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça, Hélcio Albuquerque, lamentou que a presidência do TJ ainda não tenha se pronunciado sobre a pauta. “Nós estamos em campanha salarial e ainda não recebemos resposta da nossa pauta de reivindicações. Na última assembléia realizada no dia 29 de março, a categoria decidiu aguardar até o ato de hoje”, ressalta o sindicalista acrescentando que se não obtiverem resposta, existe uma grande

Hélcio Albuquerque: “Temos o pior salário do país”
perspectiva para que haja uma greve de advertência.

Entre as reivindicações estão o Plano de Carreira e a recuperação salarial com negociação democrática e transparente, pagamento indenizatório dos interníveis, revogação do banco de horas e pagamento de horas extras, além de reajuste real do auxílio saúde, atuação contra o assédio moral e criação dos cargos de analista-escrivão e analista-oficial de justiça.

Pior salário

Hélcio Albuquerque informou ainda que desde a paralisação dos dias 28 e 29 de julho de 2009 e dos compromissos assumidos

Cetgoria luta por Justiça Salarial

 

pela presidência do Tribunal de Justiça de Sergipe, já se passaram dez meses e nenhum plano foi apresentado à categoria. “Dentro desse período, tivemos somente um pífio aumento de 18% que ainda nos mantém como o pior salário do Brasil”, lamenta o presidente do Sindiserj.

Por Aldaci de Souza

Comentários