Servidores de Aracaju decretam greve

0

Servidores “queimaram” o secretário Jéferson na frente da secretaria
Mais uma categoria da administração municipal irá paralisar as atividades. Desta vez, os servidores municipais decidiram em assembléia ocorrida na manhã desta terça-feira, 7, decretar greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira, 14.

A categoria rejeita o reajuste de 1% dado pelo prefeito Edvaldo Nogueira e quer o pagamento da tabela fechada no ano passado e o pagamento das RPV’s e precatórios. Entre os servidores a insatisfação é geral. “Ninguém trabalha satisfeito com um aumento desses”, declarou a funcionária Maria Cristina.

Após a assembléia, os servidores saíram em passeata pelo

centro da cidade em direção à Secretaria de Finanças da PMA, onde fizeram a queima do Judas, representando o secretário Jeferson Passos. Ele foi tachado, pelo presidente do Sepuma, Nivaldo Fernandes como “o secretário Pinóquio”. Segundo o sindicalista, os dados da prefeitura que revelam queda na arrecadação são mentirosos.

O ato foi regado a muita irreverência e como manda a tradição houve até a leitura do testamento do Judas. Nesta quarta-feira, 8, as manifestações das categoria prosseguem. Os servidores irão se reunir por volta das 9h em frente à Câmara de Vereadores, onde farão nova queima do Judas, desta vez do líder do governo Elber Batalha.

Nivaldo chamou Jéferson de “secretário pinóquio”
Após o ato na Câmara, os servidores seguirão para o Centro Administrativo da PMA, para realizar o ato do ‘Troco’. “Vamos levar para o prefeito um monte de moedas, representando o troco do R$ 4,60 que ele nos deu de reajuste”, explicou Nivaldo.

Por Carla Sousa










Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais