Servidores de Tobias Barreto cobram pagamento do salário de dezembro

0
Servidores de Tobias Barreto fizeram ato para cobrar pagamento de salário (Foto: Estefane Lidenberg)

Os servidores públicos do município de Tobias Barreto, fizeram um ato, na manhã desta terça-feira, 12, em frente a Prefeitura do município, e depois seguiram para o  Fórum da cidade, para cobrar do atual prefeito e do Ministério Público providências no que diz respeito ao pagamento do salário do mês de dezembro de quase mil servidores públicos que está em atraso.

“Nunca tivemos esse problema, mas agora com a saída do prefeito que não conseguiu se reeleger, nós fomos surpreendido com o não pagamento do salário do mês de dezembro de todos os servidores da Prefeitura de Tobias Barreto, e com a notícia de que não há dinheiro em conta para pagar os mais de mil servidores. Só professores, são 360 sem salários”, reclama o professor Estefane Lidenberg.

Estefane conta que na segunda-feira, 11, aconteceu uma reunião com a gestão atual do município que informou que o único dinheiro que está depositado em conta é 250 mil. “ A folha de pagamento totaliza R$ 7 milhões e o município só tem em conta R$ 250 mil, que é um recurso da saúde. A pergunta é: para onde foi o dinheiro das contas da Prefeitura? O atual prefeito, Dilson de Agripino, disse que ainda não teve acesso as contas, apenas aos balancetes, e que não sabe ainda como fará para pagar o salário atrasado”, explica.

Os servidores se reuniram em frente ao Fórum do município para pedir ao Ministério Público, através do promotor de justiça local, uma audiência para cobrar providências acerca do pagamento dos servidores. “O promotor de justiça participou da transição, ele teve acesso ao antigo e ao novo gestor, e aos recursos da Prefeitura. Precisamos que alguém nos explique cadê o dinheiro e que principalmente nos mostre uma solução, porque são mil famílias sem salário”, reclama.

A Prefeitura deve apresentar até a próxima semana uma solução definitiva aos servidores (Foto: Estefane Lidenberg)

O Ministério Público informou que o promotor de justiça do município, Paulo José, se reuniu com alguns servidores para tratar do assunto. “Foi feita a audiência, inclusive com representantes do município, e ficou acertado que até a próxima terça-feira, o município irá apresentar uma solução definitiva para pagamento do salário atrasado do pagamento”, resume o promotor.

O professor Estefane participou dessa reunião e adiantou que irá se reunir novamente com a Prefeitura de Tobias Barreto na próxima semana. “O promotor nos recebeu, deixamos claro nossa angustia, hoje já são dia 12 de janeiro e não temos nenhuma perspectiva de salário. O promotor já tinha uma audiência marcada com o município, nos participamos também, e o município marcou uma nova audiência conosco para a próxima segunda ou terça-feira”, conta.

Prefeitura

A Prefeitura de Tobias Barreto, informou que recebeu o município com muitas dívidas, inclusive o salário dos servidores referente ao mês de dezembro de 2020 em atraso. Ainda segundo a gestão, o débito somente com a folha de pagamento do magistério é de quase R$ 2 milhões, e que apenas R$ 10,6 mil foram deixados em conta para o salário.

Além disso, a Prefeitura informa que existem outros débitos que totalizam cerca de R$ 60 milhões ainda a serem regularizados, englobando restante da folha de pagamento de dezembro de 2020, veículos municipais sucateados, transporte e fornecedores a serem pagos.

“Nem os servidores têm culpa e nem eu tenho culpa, mas todos nós temos responsabilidade. Vamos conversar com todos os servidores para analisar a economia do mês de janeiro e estudar o relatório final da gestão passada que deve ser entregue até o dia 31. Tenho a maior vontade de pagar, mas temos que ter cautela. Sei que todos têm seus compromissos e estão passando necessidade por conta da irresponsabilidade do prefeito passado, que deu prioridade a outros pagamentos e não pagou os servidores públicos, inclusive desobedecendo decisão judicial que pede que os recursos de dezembro fossem destinados a pagamento de salário”, declara o atual prefeito, Dilson de Agripino.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais