Servidores do Detran cruzam os braços

0
Detran: postos vazios (Fotos: Portal Infonet)

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estão suspensos. Trata-se de uma paralisação de advertência com duração de dois dias e os trabalhos voltarão à normalidade na próxima sexta-feira, 12. De acordo com informações do Sindicato dos Assistentes, Vistoriadores e Servidores (Sindetran), a paralisação é consequência da falta de atenção do Governo às reivindicações dos servidores.

Como consequência, o atendimento está restrito à entrega de documentação dos veículos e também liberação da Carteira Nacional de Habilitação. Os demais serviços, inclusive vistorias dos veículos, permaneceram suspensos até final da paralisação.

De acordo com informações do presidente do Sindetran, Thiago Bomfim, a categoria pleiteia reposição das perdas salariais acumuladas nos últimos três anos, avaliadas em 25%, aumento da gratificação de atividade de trânsito [devendo passar dos R$ 230 atuais para R$ 500], equiparação do auxílio alimentação aos benefícios concedidos aos servidores do Poder Judiciário [levando em consideração a proporção, o auxílio sairia do patamar de R$ 350 para R$ 700], criação de um plano de carreira e salário específico e melhoria na estrutura física dos postos de atendimento.

Thiago: paralisação de advertência

Em nota enviada à imprensa, a assessoria de imprensa do Detran informou que, no período da paralisação, os serviços disponibilizados pelo portal de autoatendimento continuam funcionando normalmente. Para ter acesso, os usuários devem acessar o site do órgão. Neste período, os boletos para pagamento de taxas também podem ser impressos nos totens de autoatendimento e no site do órgão para que sejam quitados na agência bancária escolhida pelo usuário.

Na nota, a assessoria informa também que o Governo do Estado está mantendo diálogo com os servidores e que a pauta de reivindicações entregue na terça-feira, 9, pelo sindicato já está sob análise da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag).

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais