Servidores do Estado em greve há 15 dias

0

Servidores querem uma reunião com o secretário Jeferson Passos (Fotos: Portal Infonet)

Os servidores públicos do estado continuam a greve por tempo indeterminado que já dura 15 dias. Por conta da paralisação, os técnico-administrativos suspenderam as atividades até que tenham as reivindicações atendidas.

Nesta segunda-feira, dia 27, em meio à apitaço, os servidores ocuparam o gabinete do secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Jeferson Passos na tentativa de conseguir ser recepcionados pelo secretário. A categoria reivindica a aprovação de um Plano de Cargos, Carreira e Remunerações (PCCR) que regulamente as funções e salários dos funcionários públicos do estado.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público (Sintrase), Waldir Rodrigues, a discussão para o plano de cargos da categoria continua a mesma. “A gente está esperando que ele [Jeferson Passos] marque uma reunião, se não marcar a gente não sai daqui hoje. Porque esse esforço tão violento em se ter obras e mais obras nesse estado quando na verdade o serviço público básico não funciona direito, porque ninguém precisa, essa é que é a verdade. Por isso que estamos nessa situação, hoje fazendo greve de 15 dias e ninguém está nem aí porque não é o filho deles que estão fora de aula”, afirma o sindicalista.

Seplag

Baner com o nome de políticos de Aracaju

"O Governo do Estado está mantendo negociações para avançar no processo de elaboração do plano de carreira dos servidores públicos e, inclusive, a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) recebeu o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Sergipe (Sintrase) no dia 30 de abril para dar continuidade ao processo de diálogo com a categoria.

Na ocasião, solicitamos que a continuidade das negociações ocorresse no decorrer do mês de maio após a divulgação da avaliação do comportamento da evolução das despesas com pessoal e do comprometimento dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal durante o primeiro quadrimestre, que no momento proíbe a ampliação de gastos com pessoal e a instituição de planos de carreira. Agora, a Seplag marcará mais uma reunião com o Sintrase para continuar o processo de negociação”.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais