Sindicalista acusa presidente da Câmara Municipal de Riachão do Dantas de agressão

0

George Gama prestou queixa na SSP nesta terça-feira, 17 (Fotos: Portal Infonet)

O sindicalista George Santos Gama acusa de agressão física o presidente da Câmara Municipal de Richão do Dantas, José Nildes dos Santos. A atitude, segundo ele, ocorreu em represália às denúncias feitas a um jornal semanário tratando do aluguel de uma pick up para uso dos vereadores. A despesa mensal com o veículo é de R$ 4.700, enquanto o orçamento da casa é de R$ 61 mil. O caso foi levado por ele também ao Ministério Público.

Gama prestou queixa na Secretaria de Segurança Pública (SSP) nesta terça-feira, 17. A agressão ocorreu no sábado, 13, durante a festa de Emancipação Política do Município. “Fui conversar com ele sobre o adiamento da votação do Estatudo do Servidor, que era pra ter ido a Plenário na sexta, o que não ocorreu. Quando me aproximei ele me recebeu com um tapa no rosto, aí nos separaram”, relatou. Gama é presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Riachão do Dantas.

Boletim de ocorrência foi registrado apenas hoje

Ele disse que foi advertido por outro vereador que não se aproximasse de Nildes, mas ele insistiu por terem assuntos em comum a serem discutidos. “Foi um erro [a denúncia ao jornal]. Ia pedir desculpas também”, comentou Gama. Por outro lado, ele disse que já havia sido provocado e ameaçado pelo vereador por causa da denúncia. “Espero que se faça Justiça”, completou.

Vereador nega

José Nildes negou ter agredido George Gama. Ele disse que apenas se esquivou quando foi ser cumprimentado, pois o sindicalista estaria bêbado. “Não sou de agredir ninguém. Ele vem me perseguindo há muito tempo. Ele me fez acusações no jornal, tirou foto do carro da Câmara e me levou ao Ministério Público. Eu simplesmente não quero amizade com ele. Ele veio me abraçar, bêbado, e eu disse que não queria nada com ele. O que ocorreu foi isto”, explicou.

Entretanto, Nildes confirmou o aluguel de uma pick up Hilux – cujo modelo atual custa cerca de R$ 124 mil – no valor mensal dito por Gama. “Toda Câmara tem um veículo locado para os vereadores. Não vejo porque de Riachão não ter também”, disse. O carro fica sob responsabilidade dele e quando é solicitado por algum vereador – Riachão do Dantas tem nove -, pode ser usado para viagens a trabalho. Ele disse que o carro anteriormente usado pela Câmara era mais “simples” e custava “o mesmo valor”. “Este é ideal para circular no interior”, destacou.

O vereador disse, ainda, que enviou requerimento à Câmara para investigar a legalidade do Sindicato dirigido por Gama. Ele também negou que já havia ameaçado o sindicalista.

Por Diógenes de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais