Sindicalista atribui atrasos e cancelamentos de voos a excesso de trabalho de empregados

0

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), responsável pela administração dos terminais nacionais, no Galeão, informou que até as 14h de ontem, 27, houve atraso em três dos 19 voos internacionais e em 16 dos 64 voos domésticos programados pelas principais companhias aéreas.

Entre as empresas que tiveram voos atrasados, a Gol e a TAM informaram que  foram atrasos normais, motivados possivelmente por serviços de manutenção nas aeronaves ou por outros eventos isolados sem alteração da malha aérea.

No aeroporto Santos Dumont, até as 14h, foram cancelados 11 voos e 15 tiveram atraso de um total de 86 programados.

Para a presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Selma Balbino, no entanto, as alterações nos horários podem estar relacionadas à sobrecarga dos profissionais em uma época em que o movimento nos aeroportos costuma aumentar por causa das férias e das festas de fim de ano.

“Alguns profissionais estão dobrando sua carga horária e aí não tem como ter um bom rendimento. Além disso, há aqueles que não se apresentam para voar porque já extrapolaram o limite de pousos e decolagens previsto na legislação. Sem tripulação, o avião não decola”, disse Selma.

Os sindicatos dos aeronautas e dos aeroviários programavam uma greve para este fim de ano, mas uma liminar do Tribunal Superior do Trabalho determinou que pelo menos 80% do quadro de trabalhadores das companhias aéreas operasse até 2 de janeiro. Com isso, a paralisação foi suspensa. 

Fonte: Agência Brasil

Comentários