Sindijor tem certidão negativa liberada

0

Depois de meses de luta e de espera, finalmente a Procuradoria-Geral da Fazenda Pública e a Secretaria da Receita Federal reconhecem ganho de causa em favor do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe e liberaram certidão negativa de débitos com a União em favor da entidade.

Desde o início do ano o Sindijor luta para que tanto a Fazenda quanto a Receita reconhecessem que não mais havia qualquer débito com a União, e que, portanto, o Sindicato não poderia estar inscrito na dívida ativa. Na verdade, a dívida que a União ainda cobrava referia-se a um débito de gestão anterior, superior há mais de cinco anos. Sendo assim, já havia prescrição legal.

O Sindicato entrou com uma ação, ainda em 2005, contra a cobrança, e ganhou, mas a Procuradoria-Geral da Fazenda recorreu, em seguida. Mas não logrou êxito.

“Mesmo ganhadores da ação, ficamos inscritos na dívida ativa, aguardando que o processo fosse dado baixa. Só agora isso aconteceu, e tivemos a vitória definitiva”, explica o presidente do Sindijor, George Washington.

Para ele, os prejuízos foram imensos para o Sindicato, principalmente este ano. “Inscritos na dívida ativa, não pudemos conseguir nenhum tipo de patrocínio. Não pudemos renovar o Prêmio Petrobras de Jornalismo, o que foi um grande prejuízo para o Sindicato e também para todos os jornalistas sergipanos”, disse.

“Mas agora, reconhecida a nossa razão, vamos correr atrás do prejuízo, buscar parcerias para tocar novas ações e, principalmente, resgatar o nosso prêmio maior de Jornalismo. Vamos procurar a Petrobras pra colocar desde já nossa vontade e determinação de realizar o prêmio em 2010”, destaca Washington.

Fonte: Sindijor

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais