Sindipen: governo faz de conta que segurança é brinquedo

0
Presidente do Sindipen, Edilson Souza diz que existe um déficit de agentes (Foto: Portal Infonet)

A transferência de presos das delegacias para o sistema prisional ainda repercute no Estado de Sergipe. O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindpen), Edilson Souza conversou nesta segunda-feira, 11, com a equipe do Portal Infonet e relatou a precariedade por qual passa o sistema prisional sergipano.

Segundo Edilson Souza, não se pode fazer segurança pública sem pensar no sistema prisional. “O governo tirou os presos das delegacias e colocou nos presídios. A justiça não procurou saber da precariedade do serviço, simplesmente desinterditou e essa semana vai ser transferido mais 150. O número de agente aumentou? Não. O governo faz de conta que a segurança pública é um brinquedo de criança, porque digo, que não se faz segurança pública sem antes pensar no sistema prisional que é onde vai desaguar todos aqueles que saíram do seio da sociedade, mas o governo não vê assim. A gente sabe que já não teve uma rebelião e fuga em massa nos presídios porque esses grupos que comandam os pavilhões estão em evidência entre si, quando tiver um descontrole, não sai menos de 500 a 600 presos do Copecam e não tem agente que segure”, lamenta.

O presidente do Sindipen diz ainda que existe um déficit de agente e de vaga no sistema prisional que não é reposto.  “O estado todo tem 550 agentes, sendo que precisaria de 1200 agentes. Hoje Sergipe precisaria de 2.600 novas vagas no sistema prisional. É cerca de quatro mil detentos que existe no estado todo para sete presídios. O governo tem um descaso porque se o agente não tem o direito garantido por lei do agente público, como vai ter o direito do detento?”, indaga.

Preocupados com a situação, representantes da Organização das Nações Unidas estarão a partir das 11h desta segunda-feira, 11 de agosto, na sede do Sindipen para conversar com o presidente do Sindicato que irá relatar a precarização do sistema penitenciário sergipano.

Governo

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de comunicação do Governo do Estado que informou que em relação as demandas dos agentes, há um diálogo permanente, inclusive, o sindicato foi recebido semana passada pelo Governo do Estado. Sobre as transferências de presos, com a desinterdição do COPCAM, elas estão ocorrendo aos poucos, dentro de um planejamento.

A assessoria acrescentou ainda que Sergipe terá mais 610 vagas no sistema prisional ainda este ano.

*A matéria foi alterada às 16h06 para acréscimo de informações do Governo

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais