Sindisan denuncia sucateamento de carros

0

Máquinas danificadas no pátio da empresa são alvos de reclamações
Os servidores da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) voltaram a paralisar as atividades nesta terça-feira, 28. Além de lutarem pelo não corte nos salários determinado pela Justiça, a categoria está denunciando o sucateamento de caminhões e tratores. A direção da empresa informou por meio da assessoria de Comunicação, que o problema é por conta dos mais de 20 anos de uso e anunciou a aquisição de veículos novos.

Segundo o presidente do sindicato da categoria (Sindisan), Sérgio Passos, os trabalhadores ainda aguardam a formação de uma comissão por parte da direção da Cohidro. “Essa comissão iria analisar a situação dos servidores que passaram a ganhar mais e agora no final deste mês terão os salários reduzidos. Seria uma análise caso a caso”,

Caminhões sem condições de uso
ressalta lembrando que os funcionários não podem ser penalizados.

Passos aproveitou para denunciar a quantidade de veículos estacionados no pátio da empresa. “São caminhões e tratores sucateados e abandonados. Se tivessem um projeto para a agricultura, não deixavam o patrimônio da empresa ficar nessa situação”, entende.

Investimentos

Na assessoria de Comunicação da Cohidro, a informação é de que a partir do próximo dia 31 de julho, os salários dos servidores, reajustados em até 400% na administração passada, voltarão ao normal, atendendo determinação judicial.

Tratores em estado crítico
Quanto às denúncias do sindicato sobre o sucateamento dos veículos, a assessoria admitiu a situação. “Nós reconhecemos esse problema com as máquinas, lembrando que a maioria dos carros está com mais de 20 anos sem investimentos. Queremos deixar claro que não estão abandonados no pátio da empresa. Os carros estão passando por reformas, o que demora por conta de licitações”, explica o jornalista Cícero Mendes, assessor da Cohidro.

Novos veículos

O assessor informou ainda que a intenção da nova administração da Cohidro é promover uma terceirização tanto na área de perfuração de poços, quanto na área de perímetros. “Além disso, esse ano a Cohidro comprou uma perfuratriz (máquina para cavar poços), no valor de R$ 700 mil, mais uma máquina no valor de R$ 200 mil e ainda nove carros novos para atendimento nos perímetros”, enfatiza.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais