Sinpol critica concurso para PM e perito criminal

0
Antônio Morais (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe (SINPOL) Antônio Moraes, criticou o anúncio do governador em exercício, Jackson Barreto, sobre edital para a realização de concurso público visando a incorporação de mais 600 novos soldados para a Polícia Militar de Sergipe e a elaboração do edital para provimento de 30 vagas de perito criminal, no âmbito da Polícia Civil. Para ele, o estado não tem estrutura para comportar todos os contratados.

“A gente defende o concurso, mas o estado está levantando bandeira como se isso fosse a solução. O sindicato acredita que esse concurso precisa acontecer, mas o governo do estado precisa se estruturar, precisa redimensionar, e o secretário infelizmente se omite. Nós temos hoje o pior o quantitativo de peritos no estado. Contudo, o máximo que está na lei não é tão máximo assim, pois nossa legislação está ultrapassada. A demanda é muito grande e portanto, é preciso rever a legislação”, entende.

SSP

A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), explica que o objetivo do concurso é estruturar de forma mais eficaz toda a composição da Segurança Pública no combate à criminalidade. “Nunca tivemos um concurso como este na história de Sergipe e a gente comemora. São 30 vagas para peritos criminais e vemos isso como uma grande vitória, pois às vezes temos apenas um perito para atender a demanda”, disse o assessor Lucas Rosário, ao lembrar que existe uma verba do Proinveste destinada aos investimenros na Segurança Pública do estado.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais