Sintese acusa Governo do Estado de discriminação

0

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) denunciou hoje que Programa de Inclusão Digital dos Profissionais do Magistério Público Estadual, aprovado pela Assembléia Legislativa de Sergipe, em julho, está sendo destinado apenas aos professores que receberam a Gratificação Variável de Desempenho (Gravad). O objetivo do incentivo é viabilizar o acesso dos professores aos meios de informática.

 

O Sintese diz que acha a medida do governo discriminatória. “Durante a campanha eleitoral em 2002, João Alves fez a promessa de que todos os professores iriam adquirir computadores com parte subsidiada pelo Governo do Estado. Em 2003 e 2004, o Sintese cobrou o cumprimento da promessa, mas não teve resposta”, explica nota informativa da entidade.  

 

“Agora o governador pretende criar um grupo de elite no magistério estadual, que irá usufruir os benefícios do Estado, excluindo a maioria. Isso tem gerado revolta entre os professores da rede, que estão sofrendo discriminação”, afirma Joel de Almeida, presidente do órgão. Ainda segundo ele, o governo criou a lei para acesso aos meios de informática, no entanto, oferece o benefício a uma minoria de professores.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais