Sintese tenta negociação com prefeituras do interior

0

De acordo com a assessoria de Comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese), alguns municípios do interior do Estado que ainda não pagaram os salários atrasados dos professores da rede estadual de ensino estão entrando em acordo com o órgão.

 

O exemplo vem da Barra dos Coqueiros e de São Cristóvão, onde a dívida com os professores foi parcelada em três vezes. “É necessário que haja um diálogo transparente entre os novos administradores e os servidores públicos para encontrarem uma saída para o problema de forma consensual”, recomenda o presidente do Síntese, Joel de Almeida.

 

Já em outros, como em Itabi, o Sindicato foi obrigado a entrar com uma ação judicial para que os educadores recebessem o valor de férias atrasadas há alguns anos. Em Itabaianinha, os professores não recebem férias há cinco anos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais