Sistema promete melhorias na assistência aos 12 mil índios de Sergipe e Alagoas

0

A Fundação Nacional de Saúde – Funasa – promete reforçar a assistência à saúde prestada aos 12 mil índios de Sergipe e Alagoas. Na primeira semana de outubro, será implantado o Sistema de Informação e Assistência ao Índio – Siai. Com o sistema, serão organizadas e armazenadas as informações sobre os pacientes indígenas que saem das aldeias e vão até Maceió, sede do Distrito Sanitário Especial Indígena – Dsei-AL/SE -, para receber atendimento de média e alta complexidade, como a realização de exames de laboratório, consultas e cirurgias.

 

O Siai registrará o número de internações nos hospitais credenciados pelo Sistema Único de Saúde – SUS -, compra de medicamentos e alimentos para os pacientes indígenas atendidos na cidade e a utilização de transporte. O sistema garantirá agilidade e qualidade da organização dos serviços de saúde.


No banco de dados, substituto dos antigos fichários e livros de marcação de consultas, estarão disponíveis tabelas, formulários e relatórios, que orientarão as equipes de saúde do Dsei. Seis profissionais, sendo quatro auxiliares de Enfermagem e duas estagiárias, estão sendo treinados para operar e alimentar o sistema.

De acordo com a chefe do Dsei-AL/SE, Rita de Cássia, o Siai, além de traçar um perfil do paciente indígena e analisar os casos atendidos, será um instrumento de avaliação do trabalho que é realizado nos sete pólos-base da região, pois identificará os problemas de saúde que não podem ser solucionados nas próprias aldeias.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais