SMTT encerra a educação no trânsito

0

Para poder pôr na estrada o projeto “Educação no Trânsito”, a SMTT assinou convênio com a Sociedade Eunice Weaver, sim, estes mesmos que a Oposição tá fazendo farra para denunciar. Pois agora, o Tribunal do Trabalho entende que a contratação de jovens para o “Educação no Trânsito” é passível de questionamento.

Educação é uma atividade fim, logo tem que ser ministrada por profissionais, não pode ser terceirizada. Para evitar dissabores no futuro, a SMTT – leia-se dr. Antônio Samarone – denunciou o convênio e acabou com o projeto. O “Educação no Trânsito” só volta depois que for criada, por lei, a função e houver concurso para seu preenchimento. O dr. Samarone livrou-se de um grande abacaxi.

Por Ivan Valença

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais