SMTT muda radares de local

0

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) remanejou quatro radares que estavam instalados na avenida Osvaldo Aranha. Os equipamentos foram realocados nos seguintes locais: avenida Beira Mar (em frente à Embrapa, no sentido Centro – praias); avenida Yolanda Pinto (próximo ao colégio do Salvador, no sentido shopping Jardins – conjunto Inácio Barbosa); avenida José Conrado de Araújo (antes do acesso à ponte Aracaju – Barra dos Coqueiros, no bairro Industrial) e avenida Heráclito Rollemberg (próximo a subestação da Energipe).

 

Até a próxima segunda-feira, 10, os radares remanejados operam de forma educativa, sem a emissão de multas, com o intuito de alertar os condutores. A partir dessa data, os autos de infração começam a ser enviados ao sistema. “Estamos aguardando que o Inmetro faça a aferição dos equipamentos, o que deve ocorrer no início deste mês, conforme ficou agendado”, afirma o superintendente Antônio Samarone.

 

Segundo a SMTT, o remanejamento foi motivado pela não formalização de um convênio entre a SMTT e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Como a avenida Osvaldo Aranha fica na BR-235, a responsabilidade da fiscalização é da PRF e não da SMTT. Os radares foram instalados, mas nunca entraram em funcionamento porque o convênio não foi formalizado.

 

Funcionamento

 

Ao contrário do que muitos pensam, os radares funcionam ininterruptamente. Apenas os fotossensores semafóricos, instalados para evitar o avanço do sinal vermelho, são desligados às 22 horas e voltam a operar no início da manhã.

 

Contudo, os fotossensores funcionam também como radares. Isso significa que os aparelhos instalados nos semáforos continuam operando como radares durante 24 horas, mesmo estando com a função de fotossensor desligada.

 

Fonte: AAN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais