SSP aposta na mediação de conflitos para combater violência

0

SSP faz a apresentação do DAGV Itinerante
Na manhã desta segunda-feira, 10, o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) reuniu a imprensa para apresentar o projeto “DAGV Itinerante: Justiça e Segurança Cidadãs Acessível a Todos”, que terá seu ponta-pé inicial já na próxima quinta-feira, 14. O projeto tem como finalidade garantir que os envolvidos ou conhecedores de algum conflito possam ter voz e denunciar, para assim, prevenir e evitar as mais variadas formas de expressão e violência, na capital e no interior.

Uma equipe formada por dois mediadores de conflitos, um assistente social, um escrivão e quatro policiais civis vai passar por diversos locais do estado por meio de um ônibus equipado com internet e computadores, recebendo as denúncias da comunidade. As delegacias da mulher, que fazem parte do DAGV, vão ajudar na divulgação do projeto nas cidades do interior e serão responsáveis por organizar palestras de esclarecimento sobre diversos temas, como violência doméstica e as leis de proteção aos grupos vulneráveis.

Coordenadoras destacam os benefícios do projeto itinerante
O ônibus com a equipe chega já na próxima quinta-feira, 14, ao conjunto João Alves, na cidade de Socorro. Em seguida, ainda em Socorro, a comunidade do bairro Fernando Collor receberá a visita da caravana. Além de colher denúncias, a equipe distribuirá panfletos, adesivos com números de emergência e fará exibições de filmes e documentários.

“Até o final do ano vamos percorrer mais três municípios, Estância, Itabaiana e Lagarto, além dos bairros da capital Santos Dumont, América, Santa Maria, Industrial e Coroa do Meio”, garante a delegada Georlize Teles, uma das coordenadoras do projeto. “Estamos resgatando o papel da polícia junto à comunidade”, finaliza Gerolize, reiterando que a Polícia Civil tem apostado na mediação para a solução pacífica dos conflitos.

Segundo o superintendente, projeto é pioneiro no país
De acordo com o superintendente da Polícia Civil, João Batista, o DAGV Itinerante é uma iniciativa inédita no Brasil, e não vai demorar a ser copiado pelo resto do país. “Assim como a criação do DAGV foi pioneira, e já é referência nacional, o projeto que leva mobilidade e profundidade das ações da Polícia Civil também será copiado pelos outros estados”, acredita Batista.

Números do DAGV

A delegada Daniela Lima, outra coordenadora do projeto itinerante, destaca que, em cinco anos, o departamento realizou mais de 15 mil atendimentos, 2.000 inquéritos policiais, 1986 termos circunstanciados, e cerca de 13.000 audiências para mediação de conflitos de menor potencial ofensivo. “Com o DAGV itinerante esses números devem aumentar bastante, uma vez que vamos levar o núcleo a quem não tinha acesso”, diz a delegada.

Por Helmo Goes e Aldaci de Souza

 

Comentários