SSP confirma que irmão de vereador morreu por tiro dentro do presídio

0
Wesley é irmão de Anderson de Tuca e foi morto no presídio (Fotos: montagem a partir de imagens do Grupo de WhatsApp Sergipe Notícias e César de Oliveria

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) confirma que o detento Wesley Santos da Silva, 33, irmão do vereador de Aracaju Anderson de Tuca, foi vítima de disparo de arma de fogo, durante confusão ocorrida dentro do Pavilhão 3 do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan). De acordo com a assessoria de imprensa da SSP, o detento chegou ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) com lesão perfuro contundente no abdome e nas costas, situação verificada pela equipe do Huse e confirmada pela análise preliminar da equipe técnica do Instituto Médico Legal (IML), segundo o núcleo de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP). Este tipo, conforme a assessoria da SSP, é caraterística de lesões provocadas por disparo de arma de fogo.

As circunstâncias e os motivos que culminaram com a morte do detento serão investigados em inquérito policial, que já está sendo instaurado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. O episódio também será apurado pela Secretaria de Estado de Justiça (Sejuc). O diretor do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), órgão da Sejuc, Agenildo Machado de Freitas Júnior, informou que toda a confusão ocorrida na tarde da quarta-feira, 30, naquela casa de detenção foi registrada pelas câmeras de segurança e as imagens já estão sendo disponibilizadas para a SSP e também para a Corregedoria da Sejuc.

A Corregedoria da Sejuc, conforme o diretor do Desipe, vai instaurar um procedimento próprio para apurar a ocorrência. O tipo de procedimento, conforme Agenildo Júnior, poderá ser inquérito administrativo ou sindicância interna, que deverá ser definido pela Corregedoria da Sejuc. O diretor do Desipe informou que informações preliminares chegaram à instituição indicando a ocorrência de disparos de arma de fogo de baixo calibre dentro da unidade prisional, mas a Sejuc aguardará o laudo que será confeccionado pelo IML para se manifestar a respeito da questão.

Conforme o núcleo da assessoria de imprensa da SSP, a confusão no presídio envolveu dois detentos e teria sido “prontamente contida por agentes da unidade prisional”. Nesta confusão, segundo a assessoria, dois internos ficaram feridos, foram socorridos e encaminhados ao Huse, onde Wesley Santos morreu.

Conforme o núcleo de imprensa da SSP, o levantamento que será feito pela Sejuc subsidiará as diligências feitas pela Polícia Civil. De acordo com a assessoria, o resultado dos procedimentos feitos no IML serão encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que será responsável pelas investigações.

Segundo o núcleo de imprensa da SSP, Wesley cumpriu penas no Compecan pelas práticas de homicídio simples e porte ilegal de arma de fogo.

por Cassia Santana

Comentários