Surdos debateram situação do segmento na Câmara

0

A vereadora Tânia Soares (PCdoB) requereu uma sessão especial na Câmara de Vereadores de Aracaju para debater problemas e desafios enfrentados pelos surdos, nesta segunda, dia 7, pela manhã. Participaram do debate, Fábio Alves, coordenador da Comissão de Libras; Geraldo Oliveira, presidente do Instituto de Educação e Apoio aos surdos de Sergipe (Ipaese); Ana Raquel, da Associação dos Surdos de Sergipe e Alda Valéria, da Associação dos Interpretes. 

 

Geraldo afirmou que o maior problema enfrentado pelos surdos passa pela ausência nas escolas das redes estadual e municipal, de professores capacitados em Libras. “O surdo precisa da presença de interpretes para crescer socialmente e se inteirar de tudo que acontece em nosso mundo e para tanto existe a necessidade de se inserir nas escolas a obrigatoriedade da inclusão da formação em Libras, preparando profissionais nesta área, que hoje conta apenas com a escola mantida pelo Ipaese”, lamentou.

 

Já para Fábio Alves, este segmento necessita não apenas do carinho da família e sim do respeito de todos. O surde desejaria acompanhar tudo o que os meios de comunicação veiculam e isto só é possível se as televisões, por exemplo, contratarem intérpretes de Libras. Já Alda se colocou à disposição da Câmara para a inclusão de um interprete de Libras no acompanhamento dos trabalhos.   

   

Logo depois, os vereadores iniciaram um debate sobre o tema. Iran Barbosa (PT) lembrou que é um desafio encontrar políticas públicas para contemplar todos os portadores de deficiência. Os vereadores Valdir Santos (PTdoB) e Nitinho (Prona) destacaram a importância da sessão especial para que o Legislativo seja inserido nas lutas dos surdos.

 

A autora do requerimento, vereadora Tânia Soares (PCdoB) destacou que todas as proposituras apresentadas estão recebendo o apoio de todos os vereadores e disse que a sessão foi importante para que sejam criadas novas leis e que o Legislativo participe ativamente deste ato de inclusão social. “É um momento novo, onde foi fundada em fevereiro a Associação de Libras, há seis anos foi formada a Associação de Surdos e cada espaço é importante para uma discussão profunda”, falou.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais