Suspeito de matar sobrinho de Popó pode se entregar a qualquer momento

0

O jovem Paulo Roberto foi assassinado durante o carnaval (Foto: Reprodução)
A polícia sergipana que trabalha na investigação da morte do sobrinho do ex-pugilista Acelino Popó Freitas acredita que o suspeito do crime pode se entregar a qualquer momento. De acordo com o delegado Paulo Cristiano, o homem identificado como Jefferson dos Santos, conhecido como “Gel de Boré’, não tem emprego fixo e não possui estabilidade financeira.

“Ele saiu de casa com a roupa do corpo e apenas com uma passagem, então para a própria integridade dele é recomendável que se entregue”, diz o delegado, afirmando que a polícia está mobilizada para localizar o paradeiro do suspeito.

A polícia já sabe que a irmã mais velha de ‘Gel de Boré’ reside na capital sergipana. O mandado de prisão de Jefferson foi decretado na última quarta-feira, 9, pela juíza plantonista Taiane Danusa Gusmão Barroso Sande.

O caso já foi encaminhado à titular da delegacia regional de Itabaianinha, Gisele Theodoro Martins. A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a delegada na tarde desta quinta-feira, 10, mas por conta dos trabalhos que estão em andamento ela preferiu não dar detalhes da investigação.

Crime

O sobrinho do campeão de boxe, Paulo Roberto Coelho Júnior, 20 anos, resolveu “fugir” do Carnaval de Salvador onde reside e passar a Festa do Momo com a família da namorada no município sergipano de Itabaianinha. Na noite da últim segunda-feira, 6, ele foi abordado por um homem que tentou roubar sua corrente e em seguida desferiu tiros de revólver.

Muito abalado, o irmão de Popó, Paulo Roberto Coelho [pai do jovem] afirmou que o filho era uma pessoa tranquila e resolveu sair de Salvador para se divertir em Sergipe com a família da namorada.

Por Kátia Susanna

Comentários