Suspeito em morte de diarista continua foragido

0

Moradores do bairro ficaram chocados (Foto: Portal Infonet)

Sigilo em investigações sobre a morte da diarista Mariza Santos da Costa, 30, que foi assassinada a pauladas dentro da própria residência, no bairro Lamarão, em Aracaju. A delegada Suirá Paim em conversa com a reportagem do Portal Infonet optou pelo sigilo no andamento do inquérito. Segundo a delegada, o inquérito está aberto, já foram ouvidas algumas testemunhas, mas sobre o suspeito do caso, o ex-companheiro José Cláudio dos Santos, que está foragido, ela preferiu não se manifestar.

O Crime

Segundo informações dos familiares, o assassinato da diarista foi praticado na noite da última segunda-feira, 12, na presença de duas filhas do casal, uma com oito e a outra de quatro anos de idade. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e faleceu na tarde da quarta-feira, 15, no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

“Ele atirou a bolsa nela e ainda pegou uma faca, mas ela tomou a faca e no outro dia eu vi o pau todo sujo de sangue”, contou uma das filhas do casal, de apenas oito anos.

A diarista Mariza Santos da Costa, 30, foi assassinada a pauladas dentro da própria residência, no bairro Lamarão, em Aracaju. O principal suspeito é o ex-companheiro identificado como José Cláudio dos Santos, que está foragido.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais