Suspeitos por articular assalto a lotéricas morrem em Tobias Barreto

0
Carro apreendido possui restrição por roubo ou furto (Foto: PM)

Três suspeitos, acusados pela articulação de assaltos a casas lotéricas e outros estabelecimentos comerciais na cidade de Tobias Barreto, morreram na tarde da segunda-feira, 2, em confronto policial, envolvendo a Força Tática do 11° Batalhão da Polícia Militar (BPM) e agentes da Polícia Civil. Um quarto suspeito conseguiu fugir do cerco policial e continua foragido, conforme informações do tenente-coronel Alexsandro Ribeiro, comandante do 11° BPM.

Os suspeitos mortos foram identificados preliminarmente pela equipe da PM: Geovanio Antônio Bita, 36, natural de Aracaju; Otaviano Gutemberg Fernando e Silva, 38, do Piauí, e José Anderson Santos Angelino, 28, que é do município de Tobias Barreto. De acordo com informações do tenente-coronel Alexsandro Ribeiro, os quatro suspeitos estavam ocupando um Gol, que possuía restrição de roubo ou furto, que foi apreendido durante a operação policial.

De acordo com o tenente-coronel, por volta das 14h da segunda-feira, a equipe da Força Tática tomou conhecimento que o Gol, de placa OYV 1263, com quatro homens, estaria rodando na cidade e teria a pretensão de assaltar casas lotéricas e outras casas comerciais na cidade. A equipe iniciou as diligências e, conforme o tenente-coronel, quando os suspeitos perceberam a aproximação dos policiais, eles deram partida no veículo e seguiram, de forma discreta, em direção à rodovia estadual que dá acesso ao município de Lagarto.

Mas, os suspeitos entraram em uma localidade conhecida como conjunto Agripino Bernardo II e teriam invadido uma residência, onde tentaram permanecer escondidos. Mas acabaram localizados. Os policiais chegaram ao local e ocorreu o embate, com troca de tiros, conforme o tenente-coronel. Neste primeiro confronto, dois suspeitos foram atingidos e morreram. Mas outros dois conseguiram fugir pelos fundos da casa.

No entanto, um deles foi localizado na rua Geru, já no centro da cidade, quando ocorreu um novo confronto. O terceiro homem acabou baleado e também não resistiu. O quarto homem não foi localizado. Além de apreender o veículo que eles ocupavam, os policiais também encontraram três armas, os revólveres de calibres 38 e 32, que os suspeitos estariam portando e que teriam sido usados para reagir à voz de prisão.

A placa encontrada no carro é clonada. Segundo informações do tenente-coronel Alexsandro Ribeiro, a placa original do carro, que possui restrição por roubo ou furto, é KII 6814, licença de Recife. De acordo com o tenente-coronel Alexsandro Ribeiro, os três suspeitos que morreram foram condenados por assaltos e tráfico de drogas e há pouco tempo foram beneficiados pela justiça para cumprir o restante da pena em liberdade.

As diligências continuam ocorrendo na região na tentativa de locar o outro suspeito que continua foragido. A comunidade pode contribuir, transmitindo informações por telefone. Basta ligar o número 181, o Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). A ligação é gratuita e a identidade do colaborador será mentida em absoluto sigilo.

por Cassia Santana

Comentários