Taxis de Aracaju podem adotar Envelopamento

0

Táxis podem deixar de ser brancos; cor desvaloriza veículo na revenda
Os vereadores aprovaram em primeira discussão na sessão desta quinta-feira, 5, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o Projeto de Lei n º 55/2010, de autoria do parlamentar Jailton Santana (PDT), que dispõe sobre o “Envelopamento” dos táxis na capital sergipana. Caso seja aprovado pelo Executivo, não será mais necessário que o veículo destinado a esse tipo de transporte seja necessariamente branco.

“Este projeto é para dar liberdade ao taxista em comprar o carro da cor que quiser, já que o veículo branco perde valor no mercado. Agora, para circular como táxi, o veículo tem que ser plotado de branco”, justificou o vereador.

Dos 12 parlamentares participantes da votação, dez votaram a favor, um contra e um se absteve. Ainda na pauta de votação desta manhã, foram apreciados outros seis projetos de lei. Após ter tido voto vencido na aprovação do seu parecer de inconstitucionalidade do projeto, o vereador Elber Batalha (PSB), presidente da Comissão de Cidadania e Justiça (CCJ), parabenizou a propositura do colega parlamentar Jailton Santana e votou a favor do projeto de lei.

Jailton Santana, autor do Projeto de Lei do “Envelopamento” dos táxis (Foto: César Oliveira)
Sem esconder a satisfação de ter o seu projeto de lei aprovado, o vereador Jailton Santana (PSC) agradeceu aos colegas e ressaltou a constitucionalidade da sua propositura.

“Apresentamos o projeto dentro da constitucionalidade, não há um ponto no projeto que seja inconstitucional. O envelopamento não fugirá à padronização e caberá à SMTT fiscalizar a atividade do taxista. Não tenho dúvida de que a categoria ficará muito feliz com a aprovação desse projeto que beneficiará os taxistas na hora da revenda do seu veículo”, disse Jailton.

Para o presidente do Sindicato dos Taxistas, Luiz da Cunha, mais conhecido por Nena Taxista, a CMA agiu de forma coerente com a categoria. “Não tinha dúvidas quanto a aprovação desse projeto pela CMA, visto que sempre manteve sua postura independente e de lealdade para com a categoria que represento”, afirmou Nena.

Com informações da CMAju

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais