Táxis-lotação de São Cristóvão e Barra serão recadastrados

0

Promotores tentam negociar acordo com taxistas
Em audiência realizada na manhã desta segunda-feira, 12, no Ministério Público Estadual, ficou definido que os táxis-lotação dos municípios de Barra dos Coqueiros e São Cristóvão passarão por um recadastramento. A decisão foi fruto das diversas denúncias de irregularidades na atuação do transporte de passageiros para Aracaju.

 

Atualmente circulam na capital, de forma regular, 130 táxis de São Cristóvão e 140 da Barra. No entanto, segundo representantes dos taxistas do município de Aracaju, esse número é muito maior. “Ou chegamos a um acordo ou serão todos cortados. Se nesse recadastramento for constatado que a necessidade da população é maior a gente pode até sentar para adequar esse número”, declarou a promotora Euza Missano.

 

Segundo o major Paiva, da SMTT de Aracaju, o número de táxis da Barra que podem rodar em Aracaju atualmente é de 100. “Nós só reconhecemos esses veículos como fruto de acordo anterior. Quando foi feito esse acordo não havia transporte integrado Aracaju-Barra. Por isso, naquele momento havia a necessidade de uma flexibilização”.

 

“Estamos o tempo todo com a faca no pescoço”, disse o secretário de Participação Popular do município de Barra dos Coqueiros, Edson Aparecido. Para ele, a Barra é o único município a ser penalizado com essa situação. Durante a audiência ele entregou um CD com um estudo do impacto negativo que a construção da ponte teve sobre o município. “O Estado se comprometeu, mas até agora não cumpriu nenhuma medida compensatória”, afirmou.

 

Outra medida que será adotada para conter o avanço dos irregulares será a intensificação  da fiscalização através da SMTT a partir de hoje, 12, por um prazo de 30 dias, quando devem estar prontos os recadastramentos dos dois municípios. No mês de setembro o número de carros apreendidos pela SMTT foi de 62, em outubro esse número subiu para 79.

Por Carla Sousa

Comentários