Taxistas Lotação cobram fiscalização contra bandeirinhas

0
Taxistas queimaram galhos de árvores e pneus na cabeceira da ponte (Fotos: Portal Infonet)

Mais de 70 taxistas lotação da Barra dos Coqueiros fecharam a Ponte Construtor João Alves por volta das 6h40 desta segunda-feira, 28. Eles voltaram a cobrar o direito adquirido por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado em 2009 no Ministério Público Estadual (MPE), para que levem e tragam passageiros de Aracaju, o que vem sendo feito livremente pelos taxistas bandeirinhas.

“É uma reivindicação antiga e nós não conseguimos solução porque o prefeito Airton Martins, não recebe a categoria. Ficou acordado em um TAC com a promotora Euza Missano que nós poderíamos levar e trazer passageiros, desde que fosse alugado um galpão em Aracaju para deixar os carros, para não atrapalhar o trânsito na capital. E que os bandeirinhas deverão rodar somente na Barra. Mas eles continuam rodando livremente, sem qualquer despesa. E para completar, a Prefeitura está liberando alvarás duplicados para os bandeirinhas com os mesmos números dos táxis lotação”, reclama o presidente da Coopertalbarra [Cooperativa dos Taxistas], Alexandre da Cruz.

Trânsito ficou parado em toda a extensão da ponte

Quanto à manifestação, o sindicalista pediu desculpas a população. “Eu sei que os transtornos são enormes e eu peço desculpas a população, mas não podíamos esperar mais. Só vamos liberar a ponte quando o prefeito viera até aqui. Nem adianta mandar representantes, até porque o próprio superintendente da SMTT Barra já disse que quer resolver mas está com as mãos atadas porque quem manda é o prefeito”, lamenta.

A advogada da Cooperativa dos Taxistas da Barra, Alvani Guimarães esteve no local da manifestação em que taxistas queimaram galhos de árvores e pneus, impedindo a passagem dos veículos.

“O que eles querem é que haja uma maior fiscalização por parte da Prefeitura da Barra e que o Termo assinado no Ministério Público seja cumprido. O prefeito precisa acabar com essas aberrações. Na última sexta-feira, um taxista teve o carro apreendido. Ele trabalha com lotação, mas a prefeitura só liberou o alvará de bandeirinha. Como ele estava rodando, o carro foi preso”, destaca a advogada.

Engarrafamento

Carros ficaram horas parados em cima da ponte Aracaju/Barra

Quem precisou atravessar a ponte Aracaju/Barra na manhã desta segunda-feira, teve de contar com a paciência. O engarrafamento começou no bairro Industrial e do outro lado, podia observar veículos parados numa extensão de mais de três quilômetros. Somente motos, bicicletas e pessoas andando eram vistas na ponte, além de carros parados até mais da metade da ponte.

Um senhor que estava vindo do município de Santo Amaro das Brotas para fazer hemodiálise em Aracaju, foi carregado nos braços até o carro de uma jovem que se prontificou a socorrê-lo. E os manifestantes liberaram a passagem.

Contraponto

A assessoria de Comunicação da Prefeitura da Barra dos Coqueiros informou que o secretário de Transportes, Gilvan Mecenas esteve no local para negociar a liberação do tráfego de veículos. “O prefeito vai receber a categoria no próximo dia 5 a partir das 11h para discutir com os representantes da Cooperativa de Táxis, as reivindicações. O secretário está nesse momento [às 9h13] negociando a liberação da ponte”, ressalta o assessor Élton Ricarty.

São 100 táxis lotação para mais de 200 bandeirinhas.                                                                                          

Pessoas atravessaram andando

Alexandre Cruz, presidente da Cooperativa

Alvani Guimarães, advogada

Homem foi carregado em busca de socorro

E foi socorrido por uma jovem

Alvará clonado

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais