Teatro sem limpeza

0

A Secretaria de Cultura está com uma “batata quente” nas mãos. A empresa Ájax, especializada em serviços de limpeza em órgãos públicos, retirou, do Teatro Tobias Barreto, o seu pessoal, que atua na área de limpeza e vigilância. O problema é que a Secretaria deve dinheiro a Ájax e não há uma solução à vista, porque a Secretaria não tem mais orçamento disponível para o corrente ano. Para trazer e pagar os espetáculos de fora, a Secretaria tem optado por anular Notas de Empenho, deixando iradas as empresas que são prejudicadas com essa providência. A Ájax é uma delas. O diretor administrativo e financeiro, solicitado a dar uma solução para o problema pelo próprio secretário, disse que nada poderia fazer porque orçamento que é bom já foi todo estourado. Por Ivan Valença

Comentários