Terceirizados da Petrobras suspendem paralisação

0

Os trabalhadores da TASS (empresa terceirizada que presta serviços para a Petrobras) decidiram suspender a paralisação na manhã de ontem, dia 28. A decisão aconteceu depois de duas reuniões ocorridas entre a Gerência do Ativo de Carmopólis, a comissão dos trabalhadores eleita em assembléia e a direção do Sindipetro AL/SE. Além disso, foi feito um encontro entre os representantes dos trabalhadores e a Comissão de Terceirização, em Aracaju.

 

Nas reuniões, decidiu-se que no próximo dia 05 de janeiro, a Petrobras irá disponibilizar os recursos financeiros para fins de pagamento dos débitos com os trabalhadores. Até agora, os funcionários não receberam a segunda parcela do 13º salário, o acerto financeiro relativo ao reajuste salarial concedido retroativo a setembro, a garantia da remuneração das férias já vencidas e as rescisões contratuais com os trabalhadores (pendências trabalhistas).

O pagamento será garantido pelo Boletim de Medição (BM), um documento em que se verifica a quantidade de serviços executados a serem pagos pela contratante – Petrobras com a TASS. Caso seja descumprido o acordo, o contrato com a TASS deverá vir a ser rescindido.  

O Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro AL/SE) anunciou que acredita que o pagamento não será feito porque a TASS não teria dinheiro em caixa para quitar os débitos com os funcionários. “Como as dívidas com os trabalhadores são elevadas é muito provável que estas não sejam liquidadas pela TASS, até porque o contrato com a Petrobras deve se encerrar no próximo mês de março”, informou o Sindicato através de nota.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais