Tiro acidental: avô é indiciado por posse ilegal de arma

0

Garruncha, calibre 38 (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O inquérito policial que investigava o tiro acidental que atingiu um garoto de cinco anos, no bairro São Conrado, concluiu que a arma pertence ao avô da criança. O acidente ocorreu na última quinta-feira, dia 6 de fevereiro. O tio da criança, Gervásio Rodrigues da Silva, 20, teria provocado o acidente. Ele será indiciado por lesões graves. O estado de saúde da criança é considerado estável.

De acordo com a delegada Maira Moinhos, a arma, que possui características antigas, estava guardada há anos em cima de um armário em um dos cômodos da casa e pertence ao avô da criança. “Nós concluímos que a arma é do avô do menino, que tem problemas cardíacos. A arma estava há anos aguardada. Ele (o avô) será indiciado pela posse ilegal da arma de fogo”, disse Maira.

Boletim médico

De acordo com a assessoria de comunicação do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), o menino já respira sem ajuda de aparelho e foi transferida para a enfermaria pediátrica. O garoto responde bem aos tratamentos, abriu os olhos e seu estado de saúde é considerado estável. A vai continuar internada no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e não há previsão de alta médica.

Entenda

O episódio foi registrado na noite da última quinta-feira, 6, dentro da residência da tia da vítima, na rua Q, do bairro São Conrado, em Aracaju. Inicialmente a suspeita era de que a criança havia sido atingida por uma bala perdida.

Por Eliene Andrade

Comentários