Tolerância Zero pode retornar às ruas da cidade

0

Movimento ganhou as ruas da cidade
As Associações Militares Unidas estão trabalhando com a possibilidade de dar prosseguimento ao movimento encabeçado ano passado com o slogan “Tolerância Zero”.  O objetivo é reivindicar a fixação de uma carga horária de trabalho definida na Lei de Organização Básica da Polícia Militar. A categoria defende uma escla de 24h trabalhadas e 96h de folga e não a determinada pelo comando, de 12h trabalhadas por 36h de folga.

A reforma vem sendo discutida no Executivo e deverá ser apreciada em 2010 pelos deputados estaduais. E de acordo com representantes da Unidas, caso os problemas na escala de trabalho não sejam solucionados, o movimento volta às ruas.

O Tolerância Zero fez várias manifestações pelas ruas  e praças de Aracaju, grandes reuniões e atos na Assembléia Legislativa, em prol de melhores salários para a categoria, que conquistou um pacote de melhorias por parte do Governo do Estado a exemplo de reajuste salarial em torno de 805 até maio de 2010.

Comentários