Torre demite 16 funcionários e sindicato pede explicação

0
Torre é denunciada por sindicalistas (Foto: Arquivo Portal Infonet) 

Dezesseis funcionários da Torre Empreendimentos, empresa responsável pela limpeza pública de Aracaju, foram demitidos na manhã desta segunda-feira, 3. Os funcionários receberam a notícia por volta das 9h e, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Pública e Comercial (Simdelimp), Rayvanderson Fernandes, a suspeita é de que a demissão tenha sido causada devido à campanha por aumento salarial desenvolvida pelos funcionários.

O presidente, juntamente com o Sindelimp, acredita que a demissão dos dezesseis funcionários é uma espécie de represália por parte da empresa Torre em decorrências das diversas manifestações que os empregados vêm fazendo em prol de direitos trabalhistas.

“Eles foram demitidos, mas a empresa não deu nenhuma justificativa pela demissão dos trabalhadores. Tentamos contato com a empresa e não obtivemos resposta”, explica Rayvanderson.

O presidente diz ainda que o Sindicato está procurando meios legais para que a demissão dos funcionários seja justificada. “A empresa não está recebendo os ofícios do sindicato. Levaremos a situação ao Ministério do Trabalho”, completa.

O presidente afirmou que o Sindelimp recebeu uma denúncia de um dos trabalhadores da Torre informando que a empresa teria uma lista com pelo menos quarenta nomes de empregados a serem demitidos.

Empresa Torre

O Portal Infonet entrou em contato com a empresa Torre através do número (79) 2105 2200, mas a informação dada pela recepção foi de que devido ao horário, a pessoa responsável pelo repasse de esclarecimentos não estava mais no local. A equipe de reportagem do Portal Infonet continua à disposição através do email jornalismo@infonet.com.br e do telefone (79) 2106 8000.

Por Helena Sader e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais