Tráfego no DIA impede a circulação de pedestres

0

Pedestres têm dificuldade para atravessar (Fotos: Portal Infonet)
Após o acidente que acarretou na morte trágica de Maria Valdenora Moura, 48 anos, a equipe do Portal Infonet foi até o local, situado próximo ao Terminal do Distrito Industrial (DIA), ver a dificuldade que os transeuntes têm para atravessar a rua, mesmo com a faixa de pedestre.

Segundo a estudante do SENAI Gilvânia Oliveira, há dias que ela chega a passar cerca de 15 minutos para atravessar a avenida que dá acesso ao terminal. Para ela, deveria ser colocada uma sinalização adequada, como também a permanência de guardas de trânsito para a fiscalização da área.

Gilvânia já chegou a passar 15 minuto para atravessar a avenida
“Venho para minhas aulas em horário de pico, geralmente às 7h30 e saio ao meio-dia. A dificuldade é enorme para atravessar, mesmo estando na faixa de pedestre”, relatou Gilvânia. Ela ainda contou que quando os carros param, na maioria das vezes são mulheres que estão dirigindo. “Não estou fazendo críticas aos homens, mas neste aspecto as mulheres são mais educadas”.

SMTT

De acordo com informações do assessor de comunicação da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), a imprudência no acidente que ocasionou a morte de Maria Valdenora está ligada ao excesso de velocidade do jovem que dirigia a moto.

No momento do acidente, havia agentes da SMTT no local, já que era um horário de grande movimento, às 18h. Para o assessor, a sinalização do local está adequada. Questionado sobre a possível colocação de quebra-molas no local, Jairo disse que seria inviável já que ali é uma área de grande tráfego.

Ele ainda adiantou que a Prefeitura Municipal de Aracaju tem vários projetos para esta e outras áreas, já que a cidade e o número de carros crescem aceleradamente. “Estamos estudando a idéia de instalação de passarelas de tráfego de pedestre. É um projeto caro, pois necessitaria também de elevadores”, ressaltou.

Por Monique de Sá e Raquel Almeida

Comentários