Tragédia iminente preocupa pais e pedestres

0

Carroças, bicicletas, veículos e pedestres disputam o mesmo espaço (Fotos: Portal Infonet)
Levar os filhos na escola se tornou motivo de preocupação para pais que trafegam na zona de expansão, mais precisamente na avenida Melício Machado e Rodovia dos Náufragos. A longa e reta avenida se tornou um convite perigoso para motoristas que abusam da alta velocidade e desrespeitam as sinalizações.

Ao longo da rodovia é possível encontrar um fluxo grande de bicicletas, pedestres e carroças que disputam espaço com os carros, já que em muitos trechos não existe acostamento e a única solução é caminhar na pista.

A dona de casa Maria Zilda da Silva lamenta o que para ela é uma falta de respeito à vida. “Todos os dias saio de casa para levar meus filhos para a escola, como vou pegar eles de bicicleta tenho medo de ser atropelada ou até mesmo de acontecer um acidente”. Maria, que tem filhos estudando na Escola Municipal de Ensino Fundamental Tenisson Ribeiro, no Mosqueiro, diz ainda que mesmo em horários de entrada e saída das crianças a

Crianças se arriscam na rodovia
velocidade não é respeitada.

“Aqui tem quebra molas e faixa de pedestre, mas os carros passam em alta velocidade. Tenho muito medo porque já teve atropelamentos aqui e fico imaginando que se não resolver essa situação uma coisa pior pode acontecer”, reclama.

Três radares colocados ao longo da Rodovia Melício Machado começaram funcionar nesta segunda-feira, 8. Os radares estão localizados um nas imediações do Tecarmo, no sentido norte/sul; um próximo ao posto policial da CPRv, também no sentido norte/sul, e outro na descida da ponte Joel Silveira, sentido sul/norte, para veículos que voltam das praias do litoral sul.

Mesmo com o anúncio do funcionamento dos radares a população diz que o número de equipamentos é insuficiente.

Pais preocupados com os filhos
“O certo é colocar mais equipamentos ao longo de toda rodovia e isso tem que acontecer logo, porque estamos sofrendo com esse trânsito do jeito que está”, pede o porteiro João Glairton Santos.

Em menos de meia hora a equipe do Portal Infonet flagrou a dificuldade de muitos pais para atravessar os filhos.

Morte

É comum ver veículos em alta velocidade nas ruas dos bairros da Zona de Expansão. Em maio desse ano, um terrível acidente tirou a vida de uma menina de 12 anos. Maria Luana Lima faleceu após ser atropelada por Fábio de Morães Teixeira. O impacto foi tão forte que a menina foi arremessada a vários metros de distância e a bicicleta em que ela pedalava foi parar em cima do telhado de uma casa.

Medidas urgentes

Combaze diz que além de radares é preciso fiscalização na rodovia
A diretora do Conselho das Associações de Moradores dos Bairros Aeroporto e Zona de Expansão de Aracaju (Combaze), Karina Drummond, enfatizou que já teve a garantia de que cerca de 10 radares serão colocados em toda a rodovia dos Náufragos.

Segundo a diretora do Combaze os acidentes em torno da rodovia aumentaram após o fluxo de veículo com a construção da Ponte Joel Silveira. “Precisamos de medidas que mexa no bolso como o uso do bafômetro por parte da CPRV. Se são rodovias, porque não se faz uso de bafômetro. Eu nunca vi. Qual é o condutor que hoje tenha matado uma pessoa em via de trânsito e esteja preso? Nenhum condutor responde pela gravidade de ter matado uma pessoa”, desabafa.

Por Kátia Susanna

Comentários