Transporte falido: crise no setor e usuários lesados

0
Preço da passagem aumenta, mas problemas são os mesmos (Foto: Portal Infonet) 

Os terminais de integração continuam deteriorados. Na Atalaia, por exemplo, o telhado do terminal possui inúmeras ranhuras que basta uma simples chuva para encharcar bancos e todo pavimento do local. Os usuários do transporte público costuram todo o terminal para não se molhar nas goteiras. Ir aos banheiros destes locais? Tarefa de coragem. Sem contar os ônibus sucateados, sujos e com baratas caminhando pelos bancos dos veículos. Mesmo neste cenário, o usuário do transporte público de Aracaju desde o dia 19 está pagando mais caro pela tarifa. O salto foi de R$ 3,10 para 3,50 – e poderia ter sido bem maior.

Os empresários do setor alegam uma crise que começou há cinco anos com a queda no número de passageiros. Aliado a elevação de outros custos e visando equilibrar as finanças, os empresários pediram um reajuste de R$ 4,06, valor outrora recalculado pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) [estabelecido nos R$ 3,50]. As dificuldades enfrentadas pelos empresários e as condições oferecidas aos usuários enaltecem a discussão por uma licitação no transporte público, como já acontece em outras capitais do país. Confira reportagem completa sobre o assunto no vídeo abaixo: 

Comentários