TRE mantém mandato do prefeito de Laranjeiras

0

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) mantém diploma de Paulo Hagenbeck, Paulinho da Varzinhas, como prefeito do município de Laranjeiras. Por unanimidade, o pleno do TRE não acatou ação impetrada pela Coligação “É pra ganhar”, que solicitava sua cassação.

 

A denúncia da coligação oponente foi de abuso do poder econômico supostamente praticada pelo então candidato nas eleições de 2004, cujo pleito o consagrou prefeito de Laranjeiras com 44,7% dos votos daquele colégio eleitoral.

 

No entendimento dos juízes do TRE, as provas foram insuficientes “para desconstituir o
mandato eletivo” do prefeito de Laranjeiras. Ao apresentar o voto em favor do prefeito Paulinho da Varzinhas, a juíza Telma Maria Santos, relatora do processo, observou que os documentos contábeis da Prefeitura de Laranjeiras, os extratos bancários do município apresentados pelo Banco do Nordeste, entre outros contidos no processo, “não demonstram o abuso de poder econômico e política e a captação ilícita de sufrágio”.

 

No voto, a juíza garante que não houve uso indevido dos recursos financeiros da municipalidade em proveito do então candidato Paulinho da Varzinhas. “Portanto, inexistem provas suficientes para configurar conduta que tenha o condão de desconstituir os efeitos do diploma concedido ao Sr., Paulo Hagenbeck, eleito para o cargo de prefeito do município de Laranjeiras”, ressaltou a juízo em seu voto, acompanhado de forma unânime e sem questionamento pelos demais membros do TRE.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais