Triângulo amoroso termina em morte

0

O acusado já está preso e alega que matou porque foi ameaçado  (Fotos: Portal Infonet)
A polícia junta o quebra-cabeça envolvendo a morte de duas mulheres na madrugada do último domingo, 15. Um crime cruel e bárbaro, onde as vítimas não tiveram chance de defesa e foram atingidas com pelo menos cinco tiros na cabeça e coração. O assassinato de Camila Silva do Espírito Santo, de 20 anos, e Maria Vânia dos Santos Silva, de 26 anos, aterrorizou os vizinhos que foram acordados com o barulho dos disparos.

O crime foi registrado em uma vila localizada na rua Santos Dumont, no loteamento Coqueiral, bairro Lamarão. A informação da tia de uma das vítimas, identificada apenas como Jaqueline, é que o acusado, identificado como Josenilton de Aquino dos Santos, de 18 anos, invadiu a sua residência e disparou contra as mulheres sem que as vítimas tivessem chance de defesa.

Investigação

Depoimentos prestados na Delegacia de Homicídios e proteção a Pessoa (DHPP) dão conta de que o acusado e Camila mantinham um caso. Apesar de Josenilton morar com uma mulher e de

Com o acusado foram encontrados vários materiais que seriam furto
Camila ter um relacionamento assumido com ‘Silvia’, os dois estavam saindo escondidos.

A versão do acusado ao delegado André Gouveia do DHPP é que ‘Silvia’ teria feito ameaças para que ele deixasse Camila. Em contrapartida o homem alega que Camila tinha ciúmes da sua mulher e queria que ele terminasse o relacionamento.

Cronologia

O acusado, que mora na mesma vila da tia de uma das vítimas, conta que na madrugada do crime ouviu quando Camila e Silvia chegaram à casa dessa mulher e começaram a ameaçar ele e a esposa. Com frieza, Josenilton conta que as duas mulheres passaram a ameaçar a sua mulher e que por isso decidiu pegar o revólver calibre 38 e atirar nas vítimas.

O delegado André Gouveia
Durante entrevista gravada ao Portal Infonet o acusado confessa o crime sem demonstrar arrependimento (Veja o vídeo abaixo).   

Prisão

A polícia agiu rapidamente e conseguiu prender Josenilton que se preparava para fugir. O homem já esteve apreendido no Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) por furtos.

Com a prisão a polícia conseguiu apreender na casa do acusado, ainda, vários materiais como mochilas e produtos de higiene pessoal. A mulher de Josenilton afirmou que o material é produto de furtos.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais