Uma guerra curta

0

A maioria dos mercados financeiros já manifestaram que apostam em uma guerra curta. Vale lembrar que para mercado convencionou-se chamar de guerra curta um episódio que tenha a duração de três meses. Os analistas econômicos sabem que este ambiente de incerteza é, per si, negativo. O grau em que as conseqüências se materializarão é uma incógnita, mas, pelo menos, os canais de transmissão da guerra para a economia são conhecidos. São eles: o preço do petróleo, que interfere no nível de renda da população; o nível de confiança, que afeta a pré-disposição dos agentes em consumir e a depreciação das cotações em bolsa de valores, que reduzem o estoque percebido de riqueza. Todos eles com grande potencial de abalar o pilar de sustentação da maior economia do planeta, a saber, o consumo das famílias. Ocorre, no entanto, que o ciclo de crescimento econômico está associado ao comportamento do investimento. Expansão continuada dos gastos com investimento induzem a crescimento continuado do PIB e vice-versa.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais