Urna eletrônica não permite brincadeiras

0

Votar na urna eletrônica parece complicado, mas em verdade não é. Se o eleitor já tiver com todos os números dos seus candidatos a mão, é facílimo. Teclado o número, aparece o nome do candidato e uma foto dele. Se o eleitor quiser votar no partido tão somente, tecla apenas o número do partido e confirma. Há possibilidade de votar em branco ou anular o voto. Só não há condições de fazer brincadeiras na hora de votar. Pelo sistema eletrônico é impossível votar em “candidatos” exóticos, inexistentes, como Cacareco ou coisa assim. Na votação através de cédulas, ainda é possível fazer isso, mas os votos, claro, não serão computados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais