Vazão da Usina hidrelétrica de Xingó deve atingir 4000 m³/s

0
Vazão da Usina hidrelétrica de Xingó deve atingir 4000 m³/s (Foto: Chesf)

A vazão da Usina hidrelétrica de Xingó, localizada na divisa entre Sergipe e Alagoas, pode atingir o maior patamar desde o ano de 2009. De acordo com a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), a defluência média diária vai aumentar de maneira gradativa até atingir 4000 m³/s no dia 24 deste mês. Atualmente, a vazão da hidrelétrica está em 1.000 m³/s.

Em comunicado divulgado, a Chesf informou também que a operação foi solicitada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em virtude das fortes chuvas que caíram o estado de Minas Gerais, aumentando a capacidade do reservatório de Três Marias.

“É fundamental chamar atenção para a importância da não ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, haja vista o período úmido em curso e a possibilidade de elevação das vazões para valores acima de 4000m³/s, a depender da evolução do quadro de chuvas na Bacia”, diz um trecho do comunicado.

Por fim, a Chesf reforça que todas as usinas operadas pela Companhia estão em condições seguras, funcionando em total normalidade, sendo monitoradas de forma contínua, com procedimento de rotina de inspeção local a avaliação dos instrumentos de segurança.

por João Paulo Schneider
Com informações da Chesf

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais