Vendedores serão indiciados por maus-tratos a animais

0
(Foto: Arquivo / Portal Infonet)

Três vendedores do Mercado Central de Aracaju serão indiciados pela Delegacia de Proteção ao Consumidor e ao Meio Ambiente (Deprocoma) pelo crime de maus-tratos a animais. A medida foi tomada após inspeção do órgão ao Mercado Central de Aracaju.

Durante a inspeção foi constatado várias situações que configuram o crime de maus-tratos a animais. “Encontramos os animais expostos ao sol neste verão, em condições onde as acomodações são excessivas e inadequadas, com alimentação imprópria. Há ainda a ausência de cartão de identificação, são situações que características de maus-tratos”, disse o delegado do Deprocoma, Paulo Ferreira.

Ainda segundo Paulo, os animais não foram apreendidos por não haver local específico para encaminhá-los. Um termo circustanciado foi lavrado aos vendedores donos dos animais, se condenados eles deverão cumprir penas alternativas.

Para Paulo Ferreira, esse tipo de crime vem ocorrendo com maior frequência no Estado. “Esse é um problema que vem persistindo. Não é a primeira vez que isso ocorre. A solução mais adequada viria à municipalidade, porque se eles impedissem a venda dos animais e criassem um local propício para isso, não aconteceriam esses problemas. É uma situação deprimente que não depende somente de nós", explica o delegado.

O Deprocoma continuará realizando inspeções para evitar que maus-tratos sejam promovidos a animais.“Vamos continuar fazendo as inspeções, mas estamos apostando mais na questão da municipalidade. Vamos fazer um ofício relatando o que encontramos no a prefeitura para que eles façam a fiscalização como rege a lei municipal”, finaliza.

Por Leonardo Dias e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais