Viaturas do CBM param por falta de licenciamento

0
CBM informa que licenciamento das viaturas deve ficar pronto até o final dessa semana (Foto: Ilustrativa/Arquivo Portal Infonet)

Irregularidades no licenciamento da Ambulância de Busca e Salvamento (ABS) da base de Propriá deixa cerca de 20 municípios sergipanos sem assistência do Corpo de Bombeiros Militares (CBM), segundo informa a Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese). Não bastasse isso, em Aracaju, o atendimento de vítimas de acidentes, ou de tentativas de homicídios, através de ambulâncias do CBM, também está comprometido.

Isso porque as duas ambulâncias do Corpo de Bombeiros estão paradas no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar (QCG), pois o licenciamento não foi regularizado. "Essa situação já foi denunciada ao Ministério Público Estadual [MPE], estamos apenas aguardando a audiência", disse o advogado da Amese, Márlio Damasceno.

Ele informa, ainda, que nessa audiência também serão discutidas outras questões referentes a irregularidades no Corpo de Bombeiros de Sergipe, como a necessidade de um concurso público para a contratação de mais bombeiros e a aquisição de novas viaturas. "A vida útil de uma viatura é de apenas cinco anos e a maioria das existentes já está em idade útil obsoleta porque trabalham em regime integral", afirma.

O assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros, major Carlos Alves, informa que um bote salva-vidas e um carro de combate a incêndio (Auto Bomba Tanque – ABT) já foi remajedo para a base de Propriá, que atende os municípios de Gararu a Brejo Grande,  compreendendo uma média de 14 municípios. E o licenciamento da viatura ABS de Propriá e das duas ambulâncias que estão paradas no QCG deverá ser resolvido até o final dessa semana.

Por Moema Lopes

Comentários