Vigilantes denunciam empresa por atraso de pagamento

0
Vigilantes contratados atuam na UFS (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Vigilantes contratados pelo Grupo Rima que atuam na Universidade Federal de Sergipe (UFS) denunciam o atraso nos pagamentos dos salários. Segundo os profissionais, o prazo de pagamento vence no 5º dia útil de cada mês, e apenas uma reduzida parcela dos vigilantes recebe na data prevista. Os agentes de segurança denunciam ainda a insuficiência de equipamentos.

Reginaldo Gonçalves, presidente do Sindicato dos Vigilantes (Sindivigilantes), relata a situação dos profissionais. “São 24 vigilantes por turno, sendo que muitos ficam sem arma e coletes para fazer a segurança. Além disso, os salários atrasam todos os meses, e o trabalhador fica sem ter como pagar suas contas. Entre 24, cerca de cinco recebem enquanto 19 ficam esperando, sem data certa para receber”, diz.

O presidente afirma que diversas tentativas de diálogo foram iniciadas pelos profissionais. “Em menos de 40 dias já tentamos falar mais de 3 vezes com a empresa. A desculpa é sempre a mesma: eles dizem que vão resolver, pedem um prazo de dois ou três dias, nós assentimos e situação continua”, relata.

O Sindicato deverá levar a situação a conhecimento do Ministério Público de Sergipe (MPE) na manhã da próxima segunda-feira, 13. “A situação está insustentável e não é a primeira vez que acntyece. Por isso, vamos procurar as autoridades cabíveis”, destaca Reginaldo.

Grupo Rima

O Portal Infonet tentou ouvir a empresa para levantar mais informações sobre a situação descrita pelos vigilantes, mas não obteve sucesso. Continuamos à disposição através dos contatos (79) 2106 8000 e jornalismo@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais