Vigilantes terceirizados do Cenam continuam em greve

0
Hélio Rocha: sem salários (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Os vigilantes terceirizados que prestam serviços ao Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) continuam em greve. Na manhã desta quarta-feira, 12, os grevistas realizaram uma manifestação na porta da unidade, exigindo a regularização do pagamento dos salários referentes ao mês de outubro e a liberação do vale transporte, que também estão em atraso, segundo informações do vigilante Hélio Rocha, que representa os terceirizados.

De acordo com o representante da categoria, são cerca de 80 vigilantes terceirizados que executam a vigilância nas alas da unidade e cuidam do monitoramento dos internos, que estão passando sérias dificuldades financeiras em decorrência do atraso dos salários. “Há vigilante que a esposa está gestante vendo a hora do parto e não o marido não tem como conduzir a esposa para o hospital”, ressalta Hélio Rocha.

O vigilante relata também dificuldades com os cartões de crédito, cujas faturas já estão vencidas, e muitos sem condições de fazer a feira. “A Fundação Renascer fala que somos vigilantes patrimonial, mas não é isso”, revela. “A Fundação esquece de explicar que ficamos dentro das alas onde ficam os internos, fazemos o monitoramento da portaria”, ressaltou Rocha.

Vigilantes se concentram na porta do Cenam

Para o vigilante, a greve está fragilizando o sistema de segurança interna e tem criado facilidade para fugas. Na ótica do vigilante, a fuga ocorrida na terça-feira, 11, é um reflexo da falta da fragilidade do esquema de segurança decorrente da greve.

O diretor geral da empresa terceirizada [Brava Segurança], Cláudio Melo, admite os atraso, mas responsabiliza o Governo por não fazer os respasses previstos nos contratos. Segundo Cláudio, o Governo acumulou um débito de R$ 2 milhões com a empresa referente à prestação de serviços pelo período de quatro meses. Segundo Melo, a Fundação Renascer se comprometeu a fazer parte dos repasses ainda nesta quarta-feira, 12, e que o pagamento dos salários dos vigilantes do Cenam serão quitados na quinta, 13.

O Portal Infonet tentou ouvir a Fundação Resnascer, mas até o momento não obteve resposta. A assessoria de imprensa se comprometeu a encaminhar um posicionamento ainda nesta manhã. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

*A matéria foi alterava às 10h44 para acréscimo de informações sobre o posicionamento da Brava Segurança 

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais