Zona de Expansão: moradores farão ato contra transformação em bairros

0
Moradores vão protestar contra a transformação da Zona de Expansão em bairros (Foto: Emsurb)

Moradores da Zona de Expansão de Aracaju farão um ato no próximo dia 1º de maio, na rodovia do Náufragos, com objetivo de protestar contra a Lei n°5.373, de autoria do poder Executivo Municipal , aprovada na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA), que transformou os povoados da região em bairros da capital sergipana.

De acordo com Associação, Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo (Adcar),  durante reunião, os moradores avaliaram que Prefeitura Municipal de Aracaju e a Câmara de Vereadores deixaram de cumprir algumas determinações legais e não ouviram os moradores para entender as consequências dessa mudança.

“Um dos pontos mais debatidos foi a total ausência de diálogo com os moradores e as suas consequências. Entre as consequências negativas para os povoados estão a forma como se deu a divisão e como foram definidos os novos limites, atacando os costumes, as tradições, a cultura, a paz social”, explica, José Firmo, representante da Adcar.

Por causa disso, os moradores decidiram fazer um protesto na Rodovia dos Náufragos, no dia 1º de maio, para chamar a atenção da sociedade e do poder público. “Se a Prefeitura e a Câmara Municipal não apresentarem qualquer solução, outras ações serão postas em prática”, alerta Firmo.

Para tentar solucionar o impasse, os moradores também protocolaram uma representação, através do Fórum em Defesa da Grande Aracaju, junto ao Ministério Público Estadual.

Lei

O prefeito Edvaldo Nogueira sancionou no dia 23 de março, a lei n°5.373, que transforma seis povoados da Zona de Expansão em novos bairros de Aracaju. A medida faz parte do projeto “Cidade Expansão”, que prevê várias obras para a localidade, voltadas para o desenvolvimento urbano e sustentável da área. Com a legislação se tornam bairros os povoados Mosqueiro, Robalo, São José dos Náufragos, Areia Branca, Gameleira e Matapuã.

O Portal Infonet entrou em contato com a Prefeitura de Aracaju (PMA), mas até a publicação da matéria não houve resposta. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais