12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos abordará acessibilidade

0
A Mostra terá a acessibilidade como um dos principais aspectos (Foto: Pixabay)

A abertura da 12ª Mostra Cinema e Direitos humanos irá acontecer na próxima terça-feira, 27, a partir das 19h, no Museu da Gente Sergipana. O evento irá ocorrer até o dia 14 de dezembro com a exibição de 40 filmes e documentários tanto no Museu da Gente quanto no Centro Cultural de Aracaju. Os curtas e longas irão debater a importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que completa 70 anos este ano, além de promover a exibição de filmes adaptados para pessoas com deficiência visual ou auditiva. A Mostra também contará com sessões especiais para crianças. Confira a programação clicando aqui.

“Todos os direitos individuais tiveram origem na declaração universal dos direitos humanos”, Mário Eugênio, produtor cultural. (Foto: Portal Infonet)

“Falar da Declaração Universal dos Direitos Humanos é falar do direito de todos”, diz o produtor cultural, Mário Eugênio. Para ele, essa Mostra irá propiciar a importância de se debater ponto a ponto o que diz a Declaração Universal. Dessa maneira, segundo o produtor, muitas pessoas terão sua visão em relação aos direitos humanos ampliada. “Algumas pessoas sempre associam direitos humanos a direitos de bandidos. Não entendem a amplitude que são os 30 artigos da Declaração Universal”, avalia.

Ainda segundo Mário, todos os direitos conquistados ao longo dos anos tiveram como principal fonte a Declaração Universal. “Falar da Declaração Universal dos Direitos Humanos é falar do direito de todos. Os direitos individuais tiveram origem na declaração universal dos direitos humanos”, destaca. O produtor também diz que a Mostra terá a acessibilidade como um dos principais aspectos, objetivando democratizar o acesso aos filmes ao maior número de pessoas possível. “Temos filmes com áudio descrição e closed caption para as pessoas que não enxergam ou não ouvem poder entender melhor o enredo do filme”, afirma.

A Mostra também irá contar com filmes que abordarão temáticas infantis a fim de levar a mensagem da Declaração Universal a um nicho maior de telespectadores. “Com o desenho animado a gente consegue trazer temáticas de inclusão e cidadania para as crianças. A Mostrinha [voltada para o público infantil] vem para que a gente possa atingir um público de faixa etária mais inferior”, avalia. Um dos destaques da Mostra será a homenagem ao ator Milton Gonçalves por meio da exibição de alguns filmes protagonizados por ele.

A Mostra é uma iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), com realização do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

por João Paulo Schneider  e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais