A Aids em Sergipe

0

Desde o início de 1987, até dezembro de 2003, a Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe registrou 1.003 casos de Aids. Desse total, 743 foram verificados em homens e 290 em mulheres. No ano de 2003, foram notificados 73 novos casos da doença até início de dezembro, e desses, 42 foram verificados em pessoas heterossexuais e somente nove em homossexuais, indicando que a epidemia não está mais ligada aos chamados “grupos de riscos” tão divulgados antigamente. Outro dado não menos preocupante é o crescimento da doença nas mulheres: em 2.002 foram 19 mulheres e em 2.003 foram notificadas 33. Considerando o total de casos, a faixa etária mais atingida foi de 20 a 49 anos. Foram notificadas 24 crianças, que se infectaram através da transmissão vertical (mãe – filho). Os municípios que registraram maior número de casos foram: Aracaju – 503; Socorro – 72; Itabaiana – 52; Lagarto – 33; Estância – 29; Boquim – 24; São Cristóvão – 23; Campo do Brito – 21 e Barra dos Coqueiros – 15. É importante lembrar que o Programa Municipal de DST/Aids de Aracaju, através do SAE – Serviço Ambulatorial Especializado -, localizado no Bairro Siqueira Campos (Cemar – Rua Bahia), atende também a mais de 40 pessoas com HIV / Aids oriundas de outros Estados como a Bahia e Alagoas. Os números mostram a necessidade cada vez maior da ampliação das ações de prevenção e assistência, integrando os diversos programas do Estado, municípios e a sociedade civil. Por Almir Santana jalmirs@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais